CRP14/MS promove campanha de atualização cadastral | Conselho Regional de Psicologia CRP14/MS
Receba nossas informações
  ENVIAR
HOME > COMUNICAÇÃO > NOTÍCIAS > CRP14/MS promove campanha de atualização cadastral
16/04/2019 | 12h:24

CRP14/MS promove campanha de atualização cadastral

De 24 a 27 de agosto serão realizadas as eleições do Sistema Conselhos de Psicologia. Todas (os) psicólogas (os) inscritas (os), ativas (os) e adimplentes podem votar, e os procedimentos são simples, com a possibilidade fazer todos os passos pela internet. A votação acontecerá online, sendo que o posto para votação, na sede do CRP, funcionará somente no dia 27 de agosto, das 08h às 17h.

Mas para participar desse período democrático e exercer a cidadania profissional, é necessário realizar a atualização cadastral. A Comissão Eleitoral Regular (CER) esclarece que é obrigação de toda/o psicóloga/o manter seus dados de cadastro junto ao Conselho Regional de Psicologia, atualizados. A obrigatoriedade é determinada pela Resolução do CFP nº 005/2001 (http://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2001/06/resolucao2001_5.pdf).

As (os) profissionais poderão atualizar seus cadastros pelo Sistema do Cadastro Nacional de Psicólogos, e também presencialmente nos CRPs até 4 de agosto de 2019, após esta data, somente no Regional até o envio da última base de dados para o sistema eleitoral, que ocorrerá em 15 de agosto de 2019.

O envio de dados (mudanças de nome - em casos de casamento ou divórcio, endereço para correspondência, telefone fixo e celular, e o e-mail) para o Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP14/MS) deve ser feito através do endereço de e-mail: secretaria@crpms.org.br. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone: (67) 3382.4801, das 08h00 às 17h00, de segunda a sexta-feira.

Esta etapa cadastral é importante para as eleições do Sistema Conselhos de Psicologia, para a permanente atualização dos profissionais sobre novas resoluções/orientações técnicas para o exercício profissional e para que o CRP/MS consiga atender às demandas da categoria.

A Comissão Regional Eleitoral lembra que os dados desatualizados podem inviabilizar o voto da/o psicóloga/o. E como o voto é obrigatório, além de não participar do processo democrático eleitoral, a/o profissional ainda terá que arcar com a multa por não ter votado.

 

 

Tag3 - Desenvolvimento Digital