Seminário destaca mobilização da psicologia sul-mato-grossense na discussão das práticas profissionais e suas relações com as políticas públicas | Conselho Regional de Psicologia CRP14/MS
Receba nossas informações
  ENVIAR
HOME > COMUNICAÇÃO > NOTÍCIAS > Seminário destaca mobilização da psicologia sul-mato-grossense na discussão das práticas profissionais e suas relações com as políticas públicas
26/11/2015 | 09h:59

Seminário destaca mobilização da psicologia sul-mato-grossense na discussão das práticas profissionais e suas relações com as políticas públicas

Superar ou dirimir os desafios da Psicologia no campo das políticas públicas foi o que reuniu mais de 190 profissionais e acadêmicos no II Seminário Psicologia e Políticas Públicas, realizado pelo Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul (CRP 14/MS), em parceria com o núcleo Campo Grande da Associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO), nos dias 20 e 21 de novembro, em Campo Grande.

Para presidente da comissão organizadora do evento, Conselheira do CRP 14/MS e coordenadora no núcleo Campo Grande da ABRAPSO, Zaira de Andrade Lopes, o evento atingiu os objetivos propostos no projeto, e principalmente o público-alvo. “As conferências e mesas foram bastante elogiadas pelos profissionais presentes, bem como por estudantes, pois atenderam suas principais demandas”, destacou.

O evento atraiu profissionais das diversas áreas que contemplam as políticas públicas, seja no campo da assistência social, da saúde, educação, da área jurídica, dos povos indígenas, das relações de gênero, da criança e juventude, bem como dos direitos humanos. Foram também discutidos os desafios – na perspectiva teórico-metodológica - que envolvem as práticas psicológicas, e debatidas as contribuições que a Psicologia Social Comunitária poderia dar ao campo das políticas públicas e às demais áreas de nossa atuação.

A programação do seminário contou com conferências, mesas e nove oficinas temáticas. “As oficinas foram espaços de aprofundamento e apresentação de novas perspectivas de atuação com vistas a solução dos desafios identificados”, acrescentou Zaira.

Dentre os ministrantes convidados, o evento contou com a participação da Psicóloga, Doutora em Psicologia Social, Pós-Doutora em Psicologia Comunitária e ex-presidente da ABRAPSO, Maria de Fátima Quintal de Freitas, que ministrou a oficina de Psicologia Social e Comunitária. Professora da Universidade Federal do Paraná e coordenadora do Núcleo de Psicologia Comunitária, Educação e Saúde (NUPCES – diretório d epesquisa do CNPq) e participante do Grupo de Trabalho de Psicologia Comunitária na Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP), Maria de Fátima destacou a organização e a programação científica do Seminário que contribuiu para uma intensa participação em todas as atividades, enriquecendo os debates e reflexões.

 

“O evento foi muito bem organizado e adequado ao momento atual da psicologia na sua relação com as  políticas públicas, sobretudo promovendo um debate cuidadoso sobre esses dois  eixos. Percebemos um grande envolvimento da categoria em Mato Grosso do Sul o que também é visto no âmbito nacional, no Brasil. A forma como foram conduzidas as discussões foi muito positiva”, afirmou.

 

Maria de Fátima trouxe na oficina um pouco do que tem trabalhado em suas pesquisas na área de Psicologia Social Comunitária e Política, desde 1980, junto a setores populares e marginalizados, com ênfase em Projetos de Intervenção e Planejamento Comunitários e Políticas Públicas.

Cada oficina, nos diferentes temas,  gerou um documento que norteará os trabalhos do CRP 14/MS do núcleo Campo Grande da ABRAPSO durante o próximo ano, a fim de dar continuidade no que foi levantado durante os dois dias do seminário.

Para a presidente do Conselho Regional de Psicologia de Mato Grosso do Sul, Irma Macário, o Seminário é motivo de comemoração para a Psicologia, pois resulta de um esforço coletivo que permitiu a ampliação de informação e conhecimento para um grande número de pessoas o que irá impactar positivamente toda a sociedade local.

Tag3 - Desenvolvimento Digital